Sessão Literatura Criminal

  • 15:02
  • 12 setembro 2016
  • Oi gente....Ler meus livros de suspense, de crime e de mistério é um passatempo maravilhoso. Então pensei em dividir com vocês algumas leituras do gênero que me agradaram nos últimos meses e por isto criei este post "Sessão literatura criminal".

     Uma delas é “Boneco de Neve”, do escritor norueguês Jo Nesbo. A obra é o sétimo da série do detetive Harry Hole e fez o autor ficar famoso no mundo todo. Vendeu mais de 20 milhões de cópias.

    Neste livro, Harry se depara com um psicopata que antes de matar suas vítimas, faz um boneco de neve em frente à casa delas.

    Narrado em terceira pessoa, o autor nos leva por labirintos e cada vez que você pensa que descobriu o criminoso você leva uma rasteira. É um suspense eletrizante, impossível de ser deixado de lado. É um daqueles livros que gruda na sua mente e que mesmo quando você está fazendo outra coisa ainda está tentando desvendar quem é o assassino.
    Páginas: 420
    Editora: Record
    Estrelas: 5

    A Garota no Trem” de Paula Hawkins foi emocionante da primeira a última página. O livro narra a história de três mulheres: Rachel, Megan e Anna. Rachel, a personagem principal, é divorciada, bêbada, todos os dias pega o trem para Londres e neste trajeto observa as pessoas que estão em suas casas. Os mais observados são Jess e Jason e para ela o casal é perfeito. Eles moram perto da casa onde Rachel vivia com o ex-marido que agora está casado com Anna e tem uma filhinha chamada Eve.

    Um dia Rachel chega em casa machucada, mas ela não sabe o que aconteceu. Ela tem lapsos de memória por causa da bebida. Horas depois, ela fica sabendo que Jess desapareceu. A partir dai a trama toma um rumo surpreendente com personagens bem reais, que apanham, levantam e apanham de novo. Caem e persistem no erro. O livro é um thriller emocionante e prende a atenção do leitor do começo ao fim. Existe um momento que você chega a ficar tão impregnada pela depressão de Rachel que você pensa em deixar o livro de lado.  Ela não consegue parar de beber e de ligar para o Tom. Vai dando uma irritação terrível. Você se coloca no lugar dela e dá uma aflição, um sentimento de perda e impotência. Um livro sensacional e que vale a pena ser lido.
    Páginas: 378
    Editora: Record
    Estrelas: 4

    O livro “A Verdade sobre o Caso de Harry Quebert” do suíço Joel Dicker chamou a atenção dos leitores do mundo todo. Conta a história de um jovem escritor, Marc Goldman,  que após fazer muito sucesso, virar um frequentador assíduo de festas e namorar várias mulheres perde a inspiração e não consegue escrever uma linha de seu novo livro. Para tentar recuperar a habilidade da escrita ele resolve visitar seu antigo mestre.

    Enquanto ele está na casa de Harry Quebert descobrem no jardim dele o corpo de uma menina desaparecida há anos. Nola é encontrada com as cópias do exemplar do único livro publicado por Harry.

    Goldman começa então a investigar o caso e o livro mescla passado e presente. Harry assume que teve um caso com a adolescente, mas garante que não a matou. Goldman vai viver um dilema: publica o livro contando o drama do amigo ou respeita sua privacidade?

    Um livro gostoso de ler, mas não tem o mesmo suspense dos livros anteriores. Está evidente que Dicker bebeu na fonte de Lolita de Vladimir Nabokov, mas não conseguiu empregar a mesma genialidade do escritor que criou um clássico da literatura mundial. Como diversão, vale a pena ser lido.
    Páginas: 576
    Editora: Intrínseca
    Estrelas: 3

    Estas são minhas dicas, caso você queira fazer uma Sessão de leitura criminal no seu final de semana. Você tem alguma dica para mim? Se tiver deixe nos comentários. Paz e beijos .

    Tecnologia do Blogger.